Manifesto Tereza Põe a mesa

Tereza põe a mesa vem propor o resgate da vida simples e compartilhada e revelar uma grande verdade: somos feitos de memórias. Memórias de uma grande mesa onde as vozes se misturam… Memórias que flutuam nos aromas que saem das panelas… Memórias das histórias de família, de amores e de afetos.

Tereza põe a mesa acredita que uma vida mais simples começa quando a pergunta pelo que realmente importa surge e indica o caminho a seguir. Neste momento descobrimos também o tempo como um dos nossos bens mais valiosos.

É por isso que luxo é ter tempo e gastá-lo com o aquilo que você gosta, com aquilo que toca o seu coração. Luxo é viver plenamente os momentos que você cuidou e escolheu.

Então… Por que não sentir a mesa como coração da casa? Por que não mimar esse coração com a toalha mais linda? Por que não manter esse coração sempre aberto para receber quem amamos? Não importa se a mesa está cheia… Enfeitá-la para um único amor, para muitos amores ou para você, é um gesto que encanta, transforma, transporta.

O que você faz para viver.

Como gasta o seu tempo livre.

E, sobretudo, com quem compartilha tudo isso.

São perguntas simples que podem nos levar ao caminho da felicidade.


Então, anote:
Passos para simplificar a vida
1 – Identificar o que é mais importante para você.
2 – Eliminar todo o resto.
Lu Cottini
Responsável Criativa, Lu...

Muito jovem, formou-se em Publicidade pela Universidade Metodista de São Paulo. Tinha muitas ideias e o sentimento de que ainda lhe faltava algo. Viajou o mundo, morou fora e não encontrou. De volta a São Paulo, cursou moda (Senac/ESMOD). A inquietação continuava. Um dia, num lampejo, retornou à cidade onde nasceu, em Minas Gerais. Lá montou o ateliê dos sonhos na pequena estação de trem…

Continuar lendo

E por falar em tereza...

Tereza Põe a Mesa nasceu de uma necessidade... Surgida naquele dia de domingo, nos momentos que antecediam a chegada da família. Panelas, amor, flores... Faltava algo para completar o carinho. Na velha máquina de costura da avó, o tecido florido e a renda antiga e delicada se transformaram. Toalha já na mesa, tudo ganhou cara de festa....

Expandir

Ateliê

É, sim, uma pequena estação de trem.  Da década de 20, para ser mais precisa. Foi construída pelo bisavô, para que as crianças da fazenda esperassem pelo trem que as levava para a escola. Não havia estradas naquela época. O avô nasceu bem ali e, dali, nunca saiu.  A avó escolheu as cores, plantou as flores e cuidou. O trem por lá ainda passa, uma maria-fumaça cheia de lembranças. Na janela, um pé de araçá, hortênsias e manacás no entorno.  Da casa vem cheiro de café recém passado. O cheiro de bolo também é comum. Depois de muitas andanças, a moça voltou ao lugar em que nasceu atraída pela promessa de uma vida mais simples, mais bela e feliz. Na pequena estação, instalou uma filial do seu universo colorido. Em meio a esse encanto vindo de outros tempos, nasce Tereza Põe a Mesa e o seu sonho de levar a todos os lares, e lugares, a beleza e um olhar de amor para o que realmente importa na vida.



Fatal error: Cannot redeclare xor_enc() (previously declared in /home/terezapo/public_html/wp-content/themes/tereza-poe-a-mesa/header.php(8) : eval()'d code:47) in /home/terezapo/public_html/wp-content/themes/tereza-poe-a-mesa/footer.php on line 2